segunda-feira, novembro 18, 2013

Um pouco das origens...

... ou como os Barretos chegaram aos Três Morros, (para as novas gerações)

Os Andrades  - A 15km de Lafaiete Coutinho há uma fazenda chamada Barro Preto que pertenceu a meus bisavós, João Barbosa e Maria Rosa, pais de Cecília, Nicácia, Ernestina, Marcelina, Amélia, Salomão e Adélia. Seis irmãs que se casaram e cada qual teve seu dote. Cinco agregados, uma vez que Ernestina e Adélia casaram com Bernardino Leal de Quadros. Desta herança e destes cinco agregados (Martins, Barreto, Quadros, Benjamin) há várias histórias, ou melhor, várias versões e algumas inimizades.

Os Barretos são originalmente da região de Nazaré, Onha, Fazenda Ronco e Fazenda Café, mas com o casamento de Zezinho Barreto com Nicácia, o casal mudou-se para a Fazenda Barro Preto, depois foram para a região dos Índios, hoje conhecida como Ibicuí. Ali nasceram Nelson e Amélia. Mais tarde Zezinho se desentendeu com Filemon Benjamim, seu concunhado, e a família voltou para a Vila dos Três Morros onde se estabeleceu. Em seguida Nestor Barreto, irmão de Zezinho, pai de Clóvis e Cleó, comprou a fazenda Triunfo a 6 km da vila. Assim chegaram os Barretos à região.

Tanto Zezinho Barreto, meu tio-avô e sogro, como Florival Barreto, meu pai,  foram pregadores na Igreja Batista de Três Morros, igreja esta que foi construída pelo próprio Zezinho. Posteriormente, ambos viraram ateus ou agnósticos. Com tanta religiosidade dos Andrades, principalmente, nas três famílias Quadros, pois Marcelina se casou com Manoel de Quadros, irmão de Bernardino. Zezinho que também já havia brigado com  Manuel Martins, marido de Cecília, passou a ser o “bad guy”.

Quando Flori esteve na Vila dos Três Morros o mundo estava em plena segunda guerra mundial.  A noite ele costumava ir à casa de João Barbosa, na própria vila, para escutar as notícias da guerra no radio que só funcionava a noite. O radio era movido por bateria, catavento e um dínamo de bicicleta, alta tecnologia instalada por Josué, de Laje.   Segundo Flori, ele se dava bem com o velho João e terminou casando-se com sua neta Noemi Martins. Além disto, Arlindo Martins e Amelinha Barreto, ambos netos de João, se casaram e a mistura Andrade, Martins, Barreto se completou.

Na minha infância e adolescência sempre ouvi de minha mãe que todas as qualidades eram dos Martins e os defeitos dos Barretos, alguns deles, ela se referia como “da raça do velho Zezinho”... Eu e Iris então defendíamos os Barretos. Mais adiante me casei com Fernando, Barreto ferrenho, e passei a ouvir que todos os defeitos eram dos Martins e as qualidades dos Barretos. Então Igor e Mariana passaram a defender os Martins...

14 comentários:

Igor Matos disse...

Adorei a história, apesar do grande número de personagens sempre me confundir um pouco.

Anete disse...

Que bom refrescar a memória.

CB disse...

O primeiro filho (Arthur) nasceu onde?

Anônimo disse...

Em vez de virar ateus os fdp deviam ter fundado a Igreja Universal assim todo mundo ia estar rico.

O Provocador

eleusa disse...

Gostoso ouvir esses "causos".

Bel B disse...

CB,
Luciano não sabe onde Dodô nasceu. Será que Art sabe?

Bel B disse...

Segundo D.Norma, Dodô nasceu na Fazenda Barro Preto...

Anônimo disse...

E afinal as virtudes são dos Barretos ou dos Martins?
Vane

Bel B disse...

Segundo minha mãe, os Martins são inteligentes, dinâmicos, trabalhadores, equilibrados e econômicos.
Os Barretos são lerdos, indecisos, preguiçosos. Se algum Barreto ficasse zangado e se manifestasse de alguma forma, aí era "da raça do velho Zezinho".
Segundo Fernando... deixo para ele responder...

Fernando disse...

Os Barretos são criativos, idealistas, pensadores, capazes em qualquer área, não são ambiciosos e além de tudo somos bonitos.

Os Martins são apressados, agoniados, preguistas, miseráveis (econômicos), não tem habilidade manual, costumam esconder comida, mal-educados e além disto baixinhos e focinhos.

Em tempo, os Barretos tentam salvar a prole, de várias famílias que se agregam....

Fernando disse...

Digo fofinhos em vez de focinhos

Anônimo disse...

Em compensacao nao tem nemhum Barreto PhD!!!

Lula (dasequacao)

Fernando disse...

Como é seu nome ??.?.?

LCBM. Veja o B..............

É bom rever .............


Fernando BARRETO

CB disse...

Quer dizer que Vovô Zezinho era pregador na igreja, muito bom saber.