terça-feira, setembro 04, 2012

Poesia de meu xara (Luiz Fernando Verissimo)

Desabafo de Um Bom Marido


por Luís Fernando Veríssimo (aprovado por titio Fernando tambem)

Minha esposa e eu sempre andamos de mãos dadas.. Se eu soltar, ela vai às compras.
Eu me casei com a 'Sra. Certa'. Só não sabia que o primeiro nome dela era 'Sempre'.
Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la.

Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha.
Ela perguntou: 'O que tem na TV?' E eu disse 'Poeira' .

No começo Deus criou o mundo e descansou.
Então, Ele criou o homem e descansou.
Depois, criou a mulher. Desde então, nem Deus, nem o homem, nem o Mundo tiveram mais descanso.


Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes, o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim. Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer.
Certo dia, ao chegar em casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura. Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa.
Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dente e lhe entreguei.
'- Quando você terminar de cortar a grama,' eu disse, 'você pode também varrer a calçada.'
Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida'.

'O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa e a outra é o marido...

Quem é casado, entende.
Quem não é, pode rir, enquanto está solteiro!!!!

8 comentários:

Mariana disse...

Protesto feminino... Nada a ver!!! O problema é que se sujou tem q limpar, se quebrou tem q consertar, se tirou do lugar tem q por de volta, etc, etc... E vcs, homens, não entendem q isso deve ser feito de imediato ou quase, e não uma semana, um mes depois...
Normalmente eu consigo dar risada dessas situações, mas tem dias... ; )

Anete disse...

Sempre faço tudo sozinha, mesmo quando era casada.

Bel B disse...

O "tempo" do homem é diferente do tempo da mulher... então temos que ficar calminhas até que o "tempo" deles chegue...
O problema é que tal "tempo" não chega nunca...

Fernando disse...

A vida é uma eterna obra, a porra da mulher que concluir a obra em minutos e obra não se acaba, admininistra ou abandona....

Tereza disse...

Vigem santa! Esse negócio de diferença de gênero dá muito pano pra manga, não é não?

Começa que ninguém é perfeito, diz a lenda (assumi como axioma). Mais perto de mim mesma, assumi que não sou e não quero ser perfeita. CONFESSO que tem dias que nem quero saber se a cozinha está arrumada. Mas, como sou mulher, fico o dia todo pensando que EU devia arrumá-la. Depois, ... ah, essa preocupação vem do looongo apredizado transferido através de gerações, e de outras coisas mais, uma montanha de coisas.

Minha amiga Anete é para mim um caso à parte. Te admiro demais, Anete, viu? Não sei como consegue ser tão boa mãe, profissional e ainda nos brindar com um tão alto astral. Essas qualidades são suas, e eu fico pensando que não seria diferente, independente de ser casada ou não.

Está provado: homens são mesmo diferentes de mulheres nos estresses da vida. Vai buscar o por quê num saco sem fundo, amigos caravaneiros. Rsrsrsrsr... estou concordando com a Bel.

Ô, luladasequação, agora estou curiosa. Meu avô materno era Veríssimo, ando querendo conhecer quem conhece essa família. Você conhece a história dela? Pense aí, que meu avô foi parar em Pacatuba, pertinho de Fortaleza. Huum... será que todo Veríssimo gosta de escrever?

Selene disse...

Depois de 28 anos de casa cheguei a seguinte conclusao: eh uma briga besta. Nao vale a pena. A mulher se irrita a vida interira pelas mesmas coisas com pouca ou nenuma mudanca: roupa pelao chao, jornais e livros espalhadas, coisas feitas no tempo dele, etc..... O homem tentando provar que a mulher nao vai mandr nele como a mae fazia. Conclusao: ressentimento, discordia, desintegracao do reacionamento e em alguns casos, divorcio. Hoje eu quero tres coisas na minha vida: Paz, paz e paz. Que o resto se ajeite sozinho.

Anete disse...

Selene, isto indica amadurecimento.
Temos que aceitar as coisas como elas são, não podemos mudar o mundo nem todo mundo.
Temos que procurar viver da melhor maneira possível.

Bel B disse...

Selene e Anete, vocês estão certas.. É aquela historinha de escolher entre Ter razão ou Ser Feliz. Acho que só as mulheres escolhem SER FELIZ... os homens não conseguem abrir mão do TER RAZÃO. A primeira vez que ouvi isto questionei... Eu disse que em certas situações seria impossível desistir de ter razão pois teria que abrir mão de principios e valores. A instrutora disse: porque seus principios e valores não podem ser revistos?? Ou você pode ficar com eles e desistir de ser feliz, é uma opção, mas não existe ter as duas coisas ao mesmo tempo. Não me conformei muito, mas hoje acho que ela estava certa.