segunda-feira, setembro 03, 2012

Viagem a Seattle

Como ninguém se voluntaria para escrever sobre a viagem de Mariana a Seattle, eu vou acabar contando o que vi e ouvi a respeito. Com Eduardo e eu trabalhando, e Paula devidamente ocupada na creche, Mariana ficou a maior parte do tempo na casa de meus pais. Antes mesmo dela chegar, fiz uma lista de atividades turísticas/passeios para eles fazerem com ela, e como não poderia deixar de ser, inclui um roteiro de lojas para eles visitarem, inclusive o outlet.

Para começar, Seattle não é uma cidade lá muito turística. O símbolo da cidade é a Space Needle, construída na década de 60 por ocasião de uma dessas feiras. Que nem a Torre Eiffel, que também foi construída por ocasião de uma dessas feiras, mas devo alertar que as semelhanças Seattle-Paris param por aí. Você pode pagar $20 (dólares) para subir na Space Needle, e de lá ter uma vista mais ou menos. Tem o mercado do peixe, outra grande atração onde se pode ver os vendedores jogando peixe pelos ares para serem pegos. Coisa de turista. Se você gosta de natureza, há passeios muito bonitos, como dirigir ao Monte Rainier, a maior montanha do estado de Washington. E, claro, tem as lojas.

Para complementar o passeio, o clima em Seattle é questionável. Aqui chove muito, e o céu está quase sempre nublado. Temos uma trégua de bom tempo por uns 2-3 meses do ano (se dermos sorte) por conta do verão, depois voltamos à chuva e à escuridão. Sem contar que é bem longe do Brasil - em geral tem-se que pegar três voos, numa viagem que dura 24 horas entre avião e espera de aeroporto. Mas se você não se importa de céu nublado, chuva o dia inteiro e de estar longe do Brasil, aqui é um bom lugar para se morar. As pessoas são extremamente educadas e a cidade é bem segura. Aqui é a terra da Microsoft, da Amazon e da Starbucks (famosa pelo café nos Estados Unidos, não tão famosa assim no Brasil).

Bem, voltando ao passeio de Mariana. No primeiro dia depois da chegada, soube que tinham ido às compras. No segundo dia, compras. Não me lembro do terceiro dia, mas suspeito que houve mais compras. No final de semana fomos a Yakima, uma cidade que fica a umas 2 horas e meia de Seattle, mas pelo fato de ser depois das montanhas, em geral é mais quente e ensolarada. A principal atração de Yakima são as vinícolas. Um lugar muito agradável de se ir, e acabamos passando o final de semana por lá.

De volta a Seattle, de volta à rotina das compras. Só sei que na última semana bateu o desespero em Mariana e saíram os três correndo para fazer os "passeios turísticos" que não tinha feito nas duas semanas anteriores - passeio de barco, zoologico, aquário, até para à Space Needle foram. Minha contribuição turística foi levar Mariana para fazer o famoso brunch americano, um café da manhã reforçado com bacon, ovos, panqueca, omelete, waffle, e tudo mais que não é saudável. Quanto às fotos, tenho poucas, só a do brunch. Cobrem aí de Mariana. Mas estou enviando as fotos da nossa Torre Eiffel para vocês admirarem.

Como nem todo mundo faz parte do Facebook, vou aproveitar o post para dar notícias de Paula. Já está com 17 meses, muito saudável e levemente (Ok, bastante) acima do peso. Ela é bem grande para a idade, mas ouvi dizer que eu era assim, então não tenho muita esperança de que vá ser muito alta. É bastante saudável, apesar de estar indo para a creche (que adora). Quase nunca fica doente. Não está falando muito ainda, mas também não me surpreende já que não somos de falar muito nessa casa. É uma menina muito bem humorada. Vamos ver até onde isso vai durar, afinal de contas, nenhum dos pais dela são lá famosos pelo bom humor. Aqui seguem umas fotos recentes de Paula.



Space Needle


Famoso brunch
Paula

Paula



6 comentários:

Bel B disse...

Nara, apesar de você assumidamente se dizer não tão bem humorada, seu texto tem muito bom humor. Adorei.

Vejo sempre a imagem de Seattle, inclusive a Space Needle, no seriado Grey's Anatomy.

Anete disse...

E aí Mariana? Quero ver a sua versão.
Nara, te carreguei no colo e sim, você era mais gordinha que Paula (vou ver se acho esta foto). Pode ser que ela esteja fofinha como você quando criança, mas a cara é toda do pai.

Mariana disse...

Pelas fotos tenho certeza que Nara era bem mais fofinha q Paula, mesmo sem ter carregado ela no colo como Anete...
Agora o "sangue ferveu", vou postar em 3 episódios em 3 dias consecutivos minha versão ; )

eleusa disse...

É isso mesmo Mari, fique brava mesmo e conte seus contos pra nós. Beijos

Fernando disse...

Este negocio de fofinha estraga qualquer um... Nara, quando criança, era um barato e Paula que ainda não conheço pessoalmente é uma figura!
Mariana também era uma peça!.... e Anete que já carreguei no colo era uma gata!...

Anete disse...

Obrigado pelo elogio gato...