quinta-feira, abril 24, 2014

Só para não esquecer....

Ontem fez um ano da morte de Quito.
Saudades, meu lindo.
São Jorge foi o dia em que faleceu. Um guerreiro.
Lutou parte da sua vida contra uma doença devastadora (seu dragão) do seu jeito, com otimismo, confiança e carisma.
Tendo uma mãe dedicada que contribuiu para que sua sobrevida fosse a melhor possível com amor, conforto e, durante 17 anos, não esquecendo nem uma vez os horários dos remédios.
Teve um pai que de tanta dedicação foi embora antes dele.
E irmãos que o amavam acima de tudo. Embora fosse muito difícil passar por estas fases da doença, vivíamos sempre sobressaltados, esperando a próxima etapa.
E os sobrinhos? Como tinha orgulho dos sobrinhos.
E ainda uma sobrinha neta que deu a sorte de conhecer.
Mas devemos agradecer a Deus pela força interior e pela garra de Quito, que mesmo nos piores momentos sempre estava de bom humor e nos transmitia muita paz.
Isso é a vida e coisas boas e más acontecem com todos. Temos que ter força e serenidade para vencer estas adversidades.





Um comentário:

Bel B disse...

Gostei da analogia com S.Jorge...