quinta-feira, outubro 25, 2012

Safena 2/Historia da Ducha

Este post e a continuacao de 2 posts. No post de ponte de safena falei de meus problemas de saude, mas Fernando (descendente de Mussolini) proibiu mencionar meus problemas. Tambem Bel esta escrevendo "Duchas do Mundo"

Em continuacao, devido a minha saude apelei para meu amigo Jairo para trazer uma ducha do Brasil. Como amigo de primeira, ele trouxe uma ducha de primeira.


Ai veio a crise da instalacao. Nao ia usar encanador como Igor pois e covardia. Passei 2 semanas matutando e visitando a Lowe's. A rosca brasileira e reta, a daqui conica, etc....Ate que terca feira fiz uma visita seria a Lowe's e descolei as pecas.






Porem nos vivemos na terra do tem tudo (Uncle Sam), vejam o que apareceu na Lowe's.






Gringo copia tambem, ducha americana a partir de projeto tupiniquim!! So que metem a faca, 44 dolares!! Estamos em fase de decisao (instala ou nao) devido ao preco, e Victor, dono do segundo banheiro, e gringo e nao reconhece o valor da ducha!!!


Passamos a seguir a instalacao tipo miolo, a jato e nas coxas conforme foto abaixo.

Ja ta funcionando perfeito sem vazamento, mas e claro que falta o acabamento.




Agora estou finalmente no caminho da recuperacao final da ponte de safena, Bel e Eleuza aguardo visita para testes.

8 comentários:

Fernando disse...

Salve a ducha! Abaixo as hemorroidas!... Lula, eu não sei como um indivíduo com hemorroidas leva tanto tempo vivendo sem uma ducha. Uma solução é a mangueira do jardim..
Quanto ao gringo Victor é melhor começar a usar ducha ou será serio candidato as hemorroidas....

eleusa disse...

Lula, breve vou testar essa ducha. Eu e Bel viajando pelo mundo, se não tiver ducha a gente improvisa, é o jeito!

Igor disse...

Casa tem que ter ducha e ponto final.

Bel B disse...

E na casa de Célia? E de Nara? Já tem duchas?...

Anônimo disse...

Acho que americanizei ... nao vejo a minima necessidade de ducha na vida de uma pessoa. E acho estranho quando vou a Europa e vejo bidets no hotel, coisa de um passado tao longiquo...
Nara

Alvaro Risso disse...

Olha, essa história de ducha, fez-me lembrar dos meus tempos de colégio, qdo na aula de educação física, no campo de futebol, o pessoal começou a tirar sarro, hoje chamado de bullying, de uma núvem de pequenos mosquitos acompanhava o bumbum de um dos alunos.
Como fazia falta uma ducha naquela época.

eleusa disse...

Bel, se algum dia formos na casa da Nara, lembre-se de improvisarmos a ducha aqui no Brasil. Se a merda sair pastosa não tem papel que limpe aquela desgraça!!!

Bel B disse...

KKKKK.... Eleusa, tem a solução do "lencinho úmido"... que delicado!