quarta-feira, agosto 01, 2012

DÚVIDA CRUEL – MÉDICOS FORMADOS OU NÃO, AJUDEM-ME !!!


Após me atualizar dos posts no Caravana lembrei das 2 resenhas que ainda não terminei de escrever: férias em Seattle e Escala de Embarque. Porém, como sou humana, minha atenção se desvia numa velocidade incrível quando surge algo, ou melhor, aparece uma pulga atrás da orelha. 

Para quem não sabe sou praticante de quase todo esporte de baixo risco, claro que com fases intercaladas. Passei uns 4 anos participando de Corridas de Aventura, mas depois de passar muito frio e “dormir” no meio de uma plantação de cana de açúcar em Maceió perdi o interesse por provas longas (120 km). Depois disso alguns colegas foram atropelados, outros assaltados nas redondezas de Salvador durante os treinos de bike. Moral da história: aposentei minha bike e vendi ; ( 

Depois disso só academia até conhecer a famosa corrida de rua e participar de umazinha de 5 quilômetros na Barra, em Salvador (como sou meio carioca, meio baiana, sempre é bom especificar). Experiência muito boa que ainda vou repetir, mas acabei com o pique de corrida por motivos óbvios de preguiça, férias e problemas no trabalho (isso foi em meados de 2010, 2 anos atrás). 

Depois de 2 anos enrolando, voltei de uns 3 meses para cá a correr e ESCALAR em rocha. É uma maravilha. Fiz o curso básico, comprei meu material todo nos EUA (mesmo com 1 dólar = 2 reais é tudo infinitamente mais barato) e dentro de mais alguns meses devo estar fera nisso. Claro que ganhei alguns quilos (isso nunca entendi, porque falamos que “ganhamos alguns quilos” quando na verdade não é presente e nem bem vindo!?!) devido a falta de atividade física pesada nesses quase 2 anos de lentidão e não tá nada fácil me livrar desses 5 kilos, alguém quer?? 

Isso tudo foi só uma introdução básica a minha Dúvida Cruel. Quando li o post de Lula dando dicas muito úteis aos futuros safenados da família, caiu uma ficha: meu Tio quem escreveu isso. Será que faço parte dessa genética familiar? Pratico atividade física de forma regular; me alimento razoavelmente bem (sou fresca, não gosto muito de gordura nem frituras); fiz um teste de esforço uns 2 anos atrás, acho que vou fazer outro...
  
Claro que para tudo tem um lado positivo, penso eu. Tenho que tomar uma taça de vinho por dia ; ) Mas ai surgiu a dúvida e fui pesquisar no Google, quando vi as seguintes manchetes “Uma taça de vinho por dia: bom para o coração, ruim para a saúde dos seios?”, “Vinho vilão das mulheres?”, “Meia taça de vinho por dia aumenta risco de câncer de mama” e etcetera, desisti do Google para responder a minha Dúvida Cruel: fico 14 dias impossibilitada de tomar vinho ou qualquer coisa alcoólica (na plataforma), nos 21 dias que posso tomar o “remédio” recomendado de 1 taça de vinho para ajudar a saúde do coração devo aumentar a dose para equiparar ao período sem tomar o componente terapêutico? 

Por enquanto a taça de vinho está bem generosa ; )

5 comentários:

Luladasequacao disse...

Mariana, adorei seu post com pontos muito validos. Eu acho que a genetica esta ai, mas eu (e outros da minha idade) fizemos um pessimo trabalho administrando a saude. Eu esperei ate os 45 anos para cuidar do colesterol. Tambem, tive problemas de azia a vida inteira, tambem so fui cuidar disso aos 45 quando ja tinha esofago de Barrett.

Portanto, o fato que voce ja esta preocupada ja esta melhor que eu. Minha recomendacao pratica e cuidar de colesterol e azia desde cedo (30 aninhos?), nao use paliativos para azia, veja um medico.

Quanto ao vinho, se voce procurar no internet voce acho algo bom e algo ruim para qualquer coisa, ate arroz e xuxu e ruim!! Minha sabedoria e que o problema e quantidade, tudo demais e ruim. Um pouco de vinho, um pouco de carne, um pouco de arroz (xuxu nao, nao presta!!) e bom para a gente. Um exemplo interessante e que alguns anos atras criaram a dieta de Atkins, so carne, matou um monte de gente.

Tambem os quilinhos e genetico, nao tem jeito!!!

Bel B disse...

A cada dia que passa mais me convenço que moderadamente tudo faz bem. Li uma pesquisa outro dia que dizia que as pessoas que não bebem nenhuma bebida alcoolica têm maior tendência à depressão, por outro lado, até água em excesso faz mal.

Fernando disse...

Eu sempre preguei que o cigarro é a oitava maravilha do mundo, se se conseguisse fumar de acordo com a teoria de Isabel ou de Lula, mas o buraco é mais embaixo....
Quanto ao Xuxu é muito bom, mas o Jacaré gosta mesmo é de banana frita... Laurinda, na sua sabedoria, descobriu isto no século passado.

Luladasequacao disse...

Fernando,

Como sou Luladasequacao vou criar mais uma

Banana frita = Ponte de safena

Portanto voce esta seguro

Selene disse...

Minha historia de familia e problemas de coracao eh muito pior que a de voces: minha vo por parte de meu pai morreu aos 72 de ataque cardiaco; a irma de meu pai aos 54 e, apesar de nao se ter causa cnfirmada, foi subito, deve ter sido coracao; meu pai morreu aos 61, coracao e todo mundo que viveu um pouco mais, fez ponte. Quando meu pai morreu, eu tinha 23 anos e desde entao, estou de olho na situacao, sem neurose, mas seguindo certos padroes de peso e atividade fisica. Ha mais ou menos 14 anos que minha bebbida preferida eh vinho (exceto quando vou ao Brasil onde tenho que beber minhas caipirinhas). Mes retrasado fiz os exames anuais e nao deu outra: o medico mandou ate eu parar de tomar aspirina infantil pois de acordo com ele, meus numeros estao tao bons que ele nao ve necessidade dessa prevencao apesar da historia de familia. Moral da estoria, manda brasa no vinho, mas tem que ser tinto. O melhor deles eh o Cabernet, seguido do Pettit Syrah e depois o Pinot Noir. Quantidade eh relativo, uns dias um pouco mais, uns dias um pouco menos.