terça-feira, junho 05, 2012

O Último Martins

A campanha anti-Martins descobriu um fato interessante. Victor é a ultima chance de continuar a raça. MMS e Cecilia tiveram 2 filhos homens, Alindo e Isaias. Isaias teve só uma filha mulher que faleceu. Arlindo teve 2 homens, Duda sem filho e eu com Victor.

A matematica esta correta, mas vamos aos detalhes.

1 - Isaias eu acho que nao, mas MMS e Arlindo devem ter deixado uns Martins escondidos por ai.

2 - Porque tem tao pouco Martins e tanto Barreto? Vale a sabedoria de Nica "Deus nao da asa a cobra!!!". Se tivesse mais Martins ia dominar o MUUNDOO. A pouca quantidade permite um equilibrio com os Barretos.


6 comentários:

Fernando disse...

Passei os últimos dez anos pesquisando as famílias e fui descobrindo coisas, famílias em crescimento, família em extinção... Etc mas a minha conclusão é que todos queriam ser Barretos... Tanto que hoje sabemos que a pessoa não nasce Barreto, torna-se Barreto... Assim os Martins, Matos, Andrade, Letto, Menezes, Almeida , Ramalho e outros agregados , todos querem ser Barreto.
Na minha pesquisa já descobri que os Martins estão em extinção,mas os Barretos são infinitos. Só se extingue junto com o planeta.
Para conservar a espécie Martins a única solução que vejo é casar Victor com uma Barreto, para recomeçar o clã. Pois a primeira tentativa quase fura... Mesmo assim é a salvação...
aguardem pesquisa com estatística

Bel B disse...

Na conversa que tivemos em Sampa, sobre este assunto, DUDA disse que a família Martins começou com MMS e terminaria em Victor, se este não tiver filhos. E que na realidade Martins era nome duplo de Manoel Martins de Souza e não sobrenome... Acho que é um engano pois o pai dele era Nicolau Martins de Souza e ele tinha outros irmãos que possuiam sobrenome Martins. Por exemplo, Bete, Eliane, Mirian etc são Martins, netas de Nicolau Martins, irmão de Manoel Martins, não confundir com o pai. No caso delas também não passam Martins pra frente pois este veio das mães Sinhazinha e Alice. Acho que elas tinham um irmão, não sei se este tem filhos. Vou pesquisar.

Curiosidade: Zezinho Barreto, o patriarca, era José Martins de Souza Barreto. Este sim, tinha Martins como nome...

Anete disse...

O mais interessante é que todas as famílias tem problemas, não são melhores nem piores.
Vovó Nicácia (que era uma Andrade), junto com vovô Zezinho (que conheci muito pouco)tiveram filhos com o temperamento dos Barretos, que são bem mansos, alguns não gostam de confusão, não ligam para dinheiro e a grande maioria adoram fartura e fazer festa. Mesmo assim sempre ouvi e vivi vendo irmãos brigarem entre si.
A cada geração, há mudanças.
Não posso me queixar de minha família do lado de minha mãe que sempre foi mais presente que a do meu pai.
Barretos, Matos, Vianas, Martins .... independente da família nascem pessoas agradáveis ou não.

Luladasequacao disse...

Anete, se todos fossem tao sensatos ai nao tem graca, nos vamos brigar por que?

Fernando disse...

Nao citei Viana na minha relação... Pois os Vianas já se tornaram Barretos, só pelas histórias de Quitão.

Fernando

Anônimo disse...

Uma outra solução para a perpetuação dos Martins foi usada por D. Pedro I e copiada por Serginho. A manutenção de todos os sobrenomes garante a nobreza do sangue azul. Com Malu foi assim, o único inconveniente é que a bichinha é a última a sair da escola ao carregar seus 6 nomes. Karla