sábado, janeiro 14, 2012

Meus filmes preferidos em 2011

Todos sabem que sou cinéfila, então vivem me pedindo recomendação. Filme não se recomenda, pois o expectador espera um filme maravilhoso, mas o espectador ver um filme horrível...
Quando vivia com a casa cheia (Igor, Iuri, Ivan, Naninha, Luciano) costumávamos ler as recomendações de Veja e quantas vezes fomos ao cinema esperando um ótimo filme e tivemos uma decepção incrível.
Intrigada, eu ficava com a divergência entre nossas opiniões e as críticas, que terminei fazendo um curso, por sinal muito bom, sobre o assunto. Hoje após ver um filme, leio 2 ou 3 críticas dependendo da complexidade, geralmente Isabela Boscov, da Veja, e Pablo Vilaça, Cinema em Cena, e algum outro que busco na internet. Quando as opiniões são divergentes entre eles, os argumentos ficam mais interessantes.

Acredito que o filme é para ser interpretado pelo espectador, como um livro pelo leitor. É claro que trazemos junto com a interpretação nossa vivência, nossas crenças e valores. Não dá para ser igual, o que me toca profundamente, pode ser uma bobagem para outra pessoa. E vivam as diferenças!...
O crítico é um profissional da área, costuma ver o filme várias vezes. Já viu milhares de filmes. Preocupa-se com o gênero do filme, além de que, analisa aspectos técnicos e detalhes imperceptíveis ao espectador comum.
Já escolhi filmes pelo jornal de acordo com as estrelas a eles atribuídas. Não faço mais isto. Não podemos dizer que o filme é melhor porque foram dadas 5 estrelas e para o outro 3. E se um for comédia e o outro terror?? Qual o gênero que você gosta, cara pálida? Já dei muitos foras com isto. Amigas minhas já saíram do cinema no meio de um filme indicado por mim...

Bom, este papo todo é porque as pessoas pedem para eu comentar sobre os filmes neste blog... Estou informando abaixo os filmes que mais gostei em 2011. Está em ordem cronológica em que assisti. A lista inicial estava maior, reduzi para 15 dos 82 que vi este ano passado. Em 2009 foram 111 e em 2010 foram 97. A cada ano estou ficando mais seletiva.

Atenção: Não sou a única cinéfila neste blog. Cadê os outros? Por favor, opinem!...

AMOR POR CONTRATO (The Joneses),
Direção: Derrick Borte, - Elenco: David Duchovny, Demi Moore
Bom filme, explorando o consumismo desenfreado dos dias atuais e até que ponto se pode incentivá-lo, sem pensar nas consequências.

LIXO EXTRAORDINÁRIO – Excelente documentário de Vik Muniz, já comentado neste blog.

UM ATO DE LIBERDADE (Defiance),
Direção: Edward Zwik,  - Elenco: Daniel Craig, Mia Wasikowska
Ambientado durante a Segunda Guerra Mundial mostra um grupo de judeus que consegue sobreviver aos ataques das tropas de Hitler.

O DISCURSO DO REI (The kings speech) - Melhor Filme no Oscar 2011
Direção:Tom Hooper. - Elenco:Colin Firth, Helena Bonham Carter
Conta a história do Príncipe George, que tornou-se rei quando seu irmão renunciou ao trono para se casar com uma plebéia. Ele tinha um grave problema de gagueira. O filme mostra a história de superação do monarca, que transita entre a arrogância do nobre e a humanidade do homem com deficiência.

CAMINHO DA LIBERDADE (The way back)
Direção: Peter Weir.-  Elenco: Colin Farrell, Jim Sturguess, Ed Harris, Saiorsi Ronan
Sete prisioneiros do regime de Stalin na União Soviética aproveitam a nevasca para escapar de um gulag. Mesmo com poucas chances de sobreviver e a possibilidade constante de serem recapturados, eles enfrentam as condições adversas de clima para conquistar a liberdade.
Com co-produção da National Geographic, o filme tem imagens belíssimas. Vale a pena ver. Recomendadíssimo para os caminhantes.

INCÊNDIOS (Incendies) – filme canadense concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro.
Direção: Denis Villeneuve - Elenco: Maxin Gaudett, Lubna Azabal
Antes de morrer, uma mãe faz um último desejo ao casal de filhos: eles devem reencontrar o pai, que há muito tempo imaginavam morto e um irmão que eles não sabiam da existência. Filmado na Jordânia, o filme é sóbrio, doloroso, brutal. Excelente, mas não é para todos...

A MINHA VERSÃO DO AMOR (Barney´s Version)
Direção: Richard J Lewis - Elenco: Paul Giamatti, Rosamund Pike, Dustin Hoffman
A imprevisibilidade do amor é o tema deste filme que acompanha a vida de um homem vulnerável, casado três vezes – sem sucesso em nenhum deles, todos marcados por experiências traumatizantes. O filme é leve, bom ritmo e ótimas atuações dos atores. Paul Giamatti foi o vencedor de Melhor Ator no Globo de Ouro 2011, por esta atuação.

O HOMEM AO LADO (El hombre de al lado) - Argentina
Direção: Mariano Cohen  - Elenco: Rafael Spreguelburd, Daniel Aráoz, Eugenia Alonso
Vi este filme com Mariana e quando não saímos do cinema não sabia dizer se gostei ou não. Depois o filme foi crescendo na minha cabeça, que passei alguns dias intrigada. É uma trama simples, briga entre vizinhos. Instigante. Imprevisível. Faz uma crítica aguçada à preocupação exagerada com a segurança.

EM UM MUNDO MELHOR (Haevnen) - Dinamarca – Oscar de melhor filme estrangeiro 2011
Direção: Susanne Bier - Elenco: Mikael Persbrandt Trine Dyrholm
Anton é um médico que trabalha em um campo de refugiados em um lugar qualquer da África. Sua família está na Dinamarca, seu país natal. Paralelamente, acompanhamos a história de um garoto que emigra para a Dinamarca, ao lado de seu pai logo após a morte da mãe. Dois mundos distintos que irão se cruzar.

MEDIANERAS (Medianeras) - Argentina
Direção:Gustavo Taretto  - Elenco: Javier Drolas Pilar López de Ayala
O filme tem como tema central o amor em Buenos Aires na era virtual. No entanto, o assunto vale para qualquer metrópole do mundo. É a história de uma moça e um rapaz que moram na mesma rua, em prédio paralelos, vivem situações semelhantes mas nunca se encontraram.

A PELE QUE HABITO (La piel que habito) - Espanha
Direção: Almodóvar - Elenco: Antonio Banderas
Um obcecado cirurgião plástico que, após a morte de sua esposa num acidente, concentra todas as suas energias e conhecimento na criação de uma pele com a qual ela poderia ter sobrevivido.

UM CONTO CHINÊS (Un cuento chinês) - Argentina
Direção: Sebastian Boretzein - Elenco: Ricardo Darin, Muriel Santa Ana
Comédia muito divertida e inteligente. Um veterano das Malvinas e agora é um pequeno e solitário comerciante de subúrbio Um dia, quando volta do aeroporto, esbarra com um rapaz chinês que foi expulso de um táxi e está perdido, sem saber falar castelhano, e que teria vindo à América do Sul a procura de sua familia. Mesmo a contragosto, o comerciante abriga o desastrado chinês

TUDO PELO PODER (The Ides of March)
Direção: George Clooney -Elenco: Ryan Gosling, George Clooney, Philip Seymour Hoffman
Thriller político centrado na campanha de um candidato democrata à presidência dos Estados Unidos. Confesso que quando o filme começou, pensei que seria muito chato e bateu um pouco de arrependimento. Ao contrário, o filme prende a atenção do inicio ao fim.

A CHAVE DE SARAH (Elle s´appelait Sarah) - França
Direeção: Gilles Paquet-Brenner, Niels Arestrup - Elenco: Kristin Scott Thomas
Julia é uma jornalista que vê a sua vida envolvida com a de uma garota chamada Sarah: uma menina que teve a família destruída por nazistas, na maior perseguição de judeus na França.

FITZCARRALDO – Filme de 1982, Coleção de filmes europeus lançados pela Folha de São Paulo.
Direção: Werner Herzog – Elenco: Klaus Kinsk, Claudia Cardinale, José Legoy
“ Brian Sweeney Fitzgerald ("Fitzcarraldo", na pronúncia dos nativos), fã do tenor italiano Enrico Caruso, sonha em construir uma casa de ópera na remota cidade de Iquitos, no alto Amazonas. Fitzgerald já havia investido numa Estrada de Ferro, a Transandina, e falhara. Tentava conseguir os recursos com um novo empreendimento, uma fábrica de gelo. Graças a esses negócios improváveis, ele foi chamado de "Conquistador do Inútil". Finalmente, consegue dinheiro de sua amante, dona do bordel da cidade, e compra um grande barco fluvial, tentando encontrar uma nova rota para transportar a borracha, de terras que conseguiu a autorização governamental para explorar.
Com o navio, Fitzgerald se dirige ao local onde quer explorar a borracha. Alucinado, transpõe morros e matas com o barco, à custa de vidas humanas e muito sofrimento.” (Wikipedia)

9 comentários:

Tereza disse...

Bel, você não está prosa. Eu adoro assistir filmes, mas você .... Da sua lista de 2011 só assisti O DISCURSO DO REI. Gostei da estória. Daria para o roteiro ter mais força, a família aparece pouco "real", você sabe... os jogos de intriga, os jogos de poder, etc. , para mim foram apresentados de forma morna.

A partir de agora, vou aproveitar seus comentários e indicações para escolher uns para assistir.

Bel B disse...

Teresa,
Uma boa dica é o cinema da UFBA, no Canela, e o Cine Vivo, no Shopping Paseo Itaigara, que fazem parte do Circuito de Arte. Sempre tem bons filmes.

eleusa disse...

Sua lista está aprovada.Parabéns!

Joana Ikeda disse...

Bel do céu, quantos filmes você assistiu! Eu também gosto de filmes, mas assisto mais a filmes comerciais, e que em 2011 estavam péssimos. Um filme pior que outro. Inclusive o meu tão adorado Harry Potter me decepcionou! Da sua lista eu só assisti o Discurso do Rei e Um conto chinês, e adorei todos os dois!
Confesso que não tenho o hábito de ir ao cinema sozinha e por conta disso quase não fui ao cinema ano passado. Entretanto, esse ano já comecei diferente, ontem mesmo estava entediada em casa e do ladinho tenho um dos melhores cinemas cults de SP como vizinho. Então, deixei essa besteira de não querer ir ao cinema sozinha e peguei minha bolsinha e atravessei a rua.
Pela sinopse, todos os filmes pareciam interessantes, mas o que estava mais próximo de começar era o francês "Apaixonados anônimos".
Não sei se o filme faz muito o gênero do pessoal do caravana, mas é um filme doce. Uma história bem light, engraçadinha e que faz você sair do filme contente. Pela minha descrição parece um filme bobo, mas é um filme super bem interpretado, pois os personagens principais são duas pessoas extremamente tímidas, e os atores me deixaram numa agonia o filme todo. Parecia que eu estava sentindo aquela mesma angústia que eles. Além disso, por um outro lado, faz a gente pensar como sofrem essas pessoas muitos tímidas, e que muitas vezes acabam por serem rotuladas por aquilo que elas não são.
Enfim, esse ano seguirei mais o circuito alternativo do que o hollywoodiano, e assistirei tudo sozinha mesmo. =)

Bel B disse...

Joana, você morando perto de cinemas aí na Paulista e perdendo tempo. Aproveite enquanto você está aí, para não se arrepender. Garanto que é melhor do que aqui em Salvador.

eleusa disse...

Joana, fiquei surpresa. Vc vai, ou ia, em teatro sozinha e não em cinema? Não entendi nada.E vc morando ao lado do Reserva Cultural? Fiquei pasma..rsrs
Da lista, só 2 NÃO assisti!!

Joana Ikeda disse...

Eleusa, eu realmente não tinha o hábito de ir ao cinema sozinha. Acho que tem muita gente que é assim. Vai entender...

Fernando disse...

Eu que nem sou cinéfilo vi 6 desta lista... estou melhor que muita gente...

Joana Ikeda disse...

Fernando, você viu 6 filmes porque Bel não queria ir sozinha! hahahaha brincadeira!