terça-feira, outubro 05, 2010

Vitoria acachapante da Dilma

Por Gustavo Uribe, da Agência Estado:

A candidata a presidente Dilma Rousseff (PT) seria eleita em primeiro turno, com 63,50% dos votos válidos, se as eleições fossem realizadas apenas entre os presos em regime provisório que votaram no domingo no Estado de São Paulo. Um levantamento realizado pela Agência Estado, com dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), mostra que Dilma recebeu 830 votos nas 31 seções eleitorais instaladas em 28 unidades prisionais do Estado.

Na sequência, figuraram os nomes da senadora Marina Silva (PV), com 20,65% dos votos válidos, tendo 270 eleitores votado nela, e do candidato José Serra (PSDB), com 14,38%, com 188 eleitores votando diretamente nele. Nas unidades prisionais, o candidato derrotado Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) passou a marca do 1%, alcançando 1,07% dos votos válidos, com 14 votos.

Neste ano, o TRE-SP tornou possível pela primeira vez que 1.865 detentos aptos a votar que cumprem ordem de prisão temporária ou têm direito a recurso na Justiça fossem às urnas nas unidades em que estão reclusos. Além dos presos provisórios, depositaram os votos nessas seções eleitorais os cidadãos que trabalharam como mesários, cerca de 120 no total. Os eleitores maiores de 16 anos internados em unidades do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (Fundação Casa), os quais também receberam o benefício da Justiça Eleitoral, não foram contabilizados nesse levantamento.

No Brasil, 26 unidades da federação tornaram viável o voto dos presos provisórios, em 424 presídios e unidades educativas. A estimativa é de que, ao todo, estavam aptos a votar 20.099 desses eleitores.

São Paulo
Na disputa ao governo de São Paulo, se fossem levados em conta apenas os votos dos presos em regime provisório, o governador eleito, Geraldo Alckmin (PSDB), não teria ganhado, muito menos num segundo turno. O candidato derrotado Aloizio Mercadante (PT-SP) seria o próximo governador de São Paulo, com 65,71% dos votos válidos, tendo recebido 828 votos. O tucano obteve entre os detidos 21,74% dos votos válidos, com um total de 274 eleitores votando diretamente em Alckmin.

Nenhum comentário: