quarta-feira, outubro 20, 2010

PNDH 3 O intróito ao Comunismo. Você quer ?

Nestas eleições o eleitor tem que decidir se ele quer implantar o comunismo no país ou seguir o processo de democratização. Entendo que os mais de 54 milhões de brasileiros que votaram em Marina, nulos, brancos ou não votaram, não compreenderam ainda o que está em jogo (entendo que quem vota na Dilma saiba o que está fazendo...) Não é a eleição de Dilma Rousseff ou de José Serra. O que estamos votando e decidindo é se queremos o comunismo ou a democracia. É preciso que o eleitor entenda isso claramente. Por que? Porque já existe um decreto preparatório para consumar o fato, caso Dilma Roussef seja eleita. Este decreto se chama PNDH-3.
Para os que ainda não sabem, o PNDH-3 é o projeto revolucionário do PT para o país, a pretexto de "direitos humanos".
Veja este resumo do maligno documento, com as principais metas do partido dos petistas comunistas:

liberação total do aborto, que será tratado como uma "questão de saúde pública", e não como uma matança de bebês inocentes;


- "controle social" da imprensa, eufemismo para censura, como ocorre hoje na Venezuela de Hugo Chávez, amiguinho do Lula. Ninguém poderá criticar o governo petista;

- estabelecimento de um estado praticamente ateu, por meio da proibição de mencionar o nome de Deus nos documentos do governo e da retirada de todo e qualquer objeto relacionado à religião das repartições públicas (bíblias, crucifixos etc.);

- o Judiciário não poderá mais determinar a reintegração de posse de áreas invadidas (sejam terras rurais ou prédios urbanos), dando liberdade total para o MST (e outras organizações do gênero), a quadrilha terrorista que invade e destrói o campo, ameaçando provocar a fome por meio de uma crise de abastecimento de alimentos no país, como ocorre hoje na Venezuela de Chávez, o amigo do Lula;

- "redução das desigualdades sociais por meio de ações de transferência de renda", o que significa aumentar e criar mais impostos, confiscar bens etc, tirando dinheiro de quem trabalhou e dando na mão de vagabundos agitadores ou fazendo "caridade" com o dinheiro alheio;

- estabelecimento de critérios leoninos (impossíveis de serem cumpridos) para a desapropriação de terras -destinadas à reforma agrária socialista- cujos donos não cumprirem a "função social";

- limitação da agricultura e da pecuária para não "impactar o meio ambiente", com base em falácias ecologistas sem fundamentação científica. Isto também prejudicará o fornecimento de carne e produtos agrícolas;

- desmembramento do Brasil, outorgando enorme autonomia às "populações indígenas" (ideologia tribalista que quer manter os índios fora da sociedade brasileira), criando assim nações paralelas dentro do território da nação, nas quais já se recusa vigência às leis brasileiras, como o Código Penal. Lembram-se da demarcação da reserva "Raposa Serra do Sol"? Então, há uma reserva imensa de nióbio (metal raro e caríssimo) exatamente embaixo da área demarcada... será que foi "coincidência"?

- controle e instrumentalização do Judiciário, poder ainda independente (apesar do CNJ), por meio da criação do "Observatório da Justiça", proposta claramente totalitária que visa a suprimir um dos três poderes;

- controle das polícias brasileiras, por meio da criação de milícias revolucionárias semi-oficiais totalmente autônomas (denominadas eufemisticamente "ouvidorias"), dotadas de poderes próprios da Polícia regular e do Ministério Público, e comandadas por "ouvidores" nomeados pelo governo, que seriam os "comissários do povo" ou "fiscais de bairro" dos regimes totalitários. Isto aconteceu e acontece em todos os países comunistas. Vimos isto no Chile de Allende e, ainda hoje, em Cuba de Fidel e na Venezuela de Hugo Chávez.

Está tudo pronto. Só falta, o eleitor, de forma inconsciente, dizer o que deseja:

DILMA (COMUNISMO) x SERRA (DEMOCRACIA)
Detalhes desse programa sórdido você pode ver no site do Governo: Decreto n. 7.037, de 21/12/2009 (conhecido como PNDH-3.

Nenhum comentário: