quarta-feira, dezembro 21, 2016


Papai Noel existe

Acreditar é o primeiro passo para algo existir. Papai Noel é , seguramente, um ente temporal que existe em determinadas etapas da vida.

Não sei em que momento Papai Noel me deixou na minha infância, mas todo Natal, estava ele lá, enchendo a casa de magia e de expectativa do que aconteceria na manhã do dia 25 de dezembro. Naquela época, os sapatos ficavam na beira da cama à espera da passagem de Papai Noel, sempre quando estávamos dormindo, por mais que tentássemos flagrar o velhinho.

Quando Nara e Mariana nasceram, Papai Noel voltou à minha vida, com a mesma magia da infância. Quando chegava a época do Natal, era a época da árvore (com algodão para imitar a neve que nunca aparecia), das cartas, de encontrar o presente mais desejado, de estar com a consciência que merecia a passagem do velhinho. Ainda permanecia o ato do sapato na beira da cama e a expectativa do que encontraria na manhã do dia 25, mesmo que houvesse uma distribuição de presentes na noite da véspera do Natal em algumas casas.

Algumas cartas comprovam a existência de Papai Noel nesta época.

1984
Papai Noel
Gosto muito do Natal. Quero ganhar: o disco do circo e dos três patinhos. Quero também a caneta maluca.
Já estou no primeiro ano. Leio e escrevo muito bem. Sou uma boa menina e boa estudante.
Minha lapiseira quebrou, se tiver alguma sobrando traga para mim. Feliz Natal
Um beijo
Nara (7 anos)
Papai Noel
Gosto muito do Natal. Quero ganhar: O disco do Balão Mágico no 3 e a caneta maluca.
Também quero o disco sapatinho de cristal.
Um beijo
Mariana (5 anos)



1985
Papai Noel
Gostaria de ganhar no Natal uma maleta de médico e plof(?).
Vi sua fábrica lá no Iguatemi. Se eu for outra vez em Salvador, eu vejo sua fábrica.
Um beijo
Nara (8 anos)
Papai Noel
Gostaria de ganhar uma ambulância de doutor saratudo e um disco de balão mágico e da xuxa.
Gosto muito de você.
Um abraço
Mariana (6 anos)



1986
Querido Papai Noel
Quero uma roupa de Sintilante e também uma pasta de escola, mas só que quero outro tipo, a de antes que você me deu quebrou rápido.
Estou contente por o Natal estar perto.
Minha mão deseja um ano de paz e felicidades junto de marido e filhas
Nara (9 anos)




1987
Caro Papai Noel
No Natal eu quero ganhar
joias
pulseiras de relógio
dinheiro ou dólar
É só isso
Feliz Natal e próspero ano novo
Um abraço
Nara (10 anos)
Papai Noel
No Natal quero ganhar:
metralhagua
uma espada diferente da minha
um escudo
banho de cascata do poney
torremoto
bamkuka
marcianos
discos
2º you da Xuxa
Karaoque da Xuxa
Um beijo
Mariana (8 anos)



1988
Papai Noel
Eu sou a irmã de Mariana, aquela que pediu três presentes. Eu não sou igual a ela, pois quase tudo me satisfaz. Mas como você vai ficar indeciso em que presente me dar, aí está, mais ou menos, o que não me satisfaz:
1 – Não sou muito chegada a brinquedos, pois injou logo.
2 – Não gosto muito de bonecas.
Mas aí está algumas coisas que me satisfaz:
1 – Roupas
2 – Lembrancinhas
Acho que a partir  dessas informações, você tem, mais ou menos, alguma ideia do me dar.
Obrigado
Nara (11 anos)
Querido Papai Noel
Fiz esta cartinha com amor. E eu quero ganhar 3 presentes de Natal. São estes:
Pistola leizer ziliam ou metraleizer ou metralhagua
Disco da Angélica
Pega peixe
Agora vou falar uma coisa pra você. É um poema
Os peixes perdem as escamas
Os patos perdem as penas
E eu perco meu tempo
Amando quem não me ama
Gostou? Achou bonito? Eu também!
Agora para terminar esta cartinha te falo uma coisa:
Se a gente escreve carta para você, você nos dá o brinquedo. Mas junto do meu brinquedo, quero a sua assinatura.
Feliz Natal Papai Noel
Mariana (9 anos)



1989
Papai Noel
Eis aqui a lista do que desejo ganhar no Natal:
Lenço 1,50 m x 1,50 m (para fazer a blusa)
Joias
Porta-joias
Pequenas lembranças
Livros
Agora, é só escolher!
Obrigado
Nara (12 anos)
Papai Noel
Você vai ter 12 opções e tem que me dar 2 opções ou mais.
ESPERO RECEBER OUVIU? QUER DIZER QUE LEU. POIS É BOM
I – Um auque men com radinho do lado
II – Uma mochila resistente e bonita
III – Um rádio igual ao de papai
IV – Meu primeiro gradiente
V – Um estojo com vários truques
VI – Uma caneta de 10 cores
VII – Uma espada nova e resistente
VIII – Uma pasta de papel carta com 100 plásticos
IX – 30 dólares
X – 500 cruzados novos
XI – 3 fitas de rádio vazias
XII – Uma fita de rádio das paquitas
PENSE BEM
Mariana (10 anos)
(respeitado o tamanho de letras da autora na recopilação)



Agora chegam Paula e Elisa (as netas) e Papai Noel retorna. Os presentes, já não são colocados nos sapatos. Papai Noel chega à noite da véspera do Natal, entra em casa com um grande saco de presentes nas costas e distribui para todos, sempre perguntando à meninada se se comportou bem durante o ano, se obedece aos pais, etc. – todos santinhos nesta hora.


6 comentários:

Bel B disse...

Meninas precoces... desde cedo queriam dólares!... rs

Bel B disse...

Outro dia estava comentando com Ivan e Iuri que eles acreditavam em Papai Noel até quando já estavam grandes, tipo Nara escrevendo cartinhas com 12 anos. Nessa idade eu e Célia, já estávamos namorando. Mas eles disseram que não que acreditassem mas entravam na onda e curtiam.. O importante era ganhar os presentes...

Celia disse...

Pois é, não precisamos recear acreditar na existência temporal de Papai Noel, nem de qualquer outro ente que trás magia à nossa vida. A risadinha das dúvidas da existência do Papai Noel aconteceram nesta época, mas que foi devidamente curtido por todos nós, lá isto foi

Bel B disse...

A mãe de Rose. além dos presentes na festa dia 24, colocava outro surpresa para Rose no sapato a noite, mesmo ela já adulta. No primeiro ano de casada, ela pediu a Igor para fazer isso e ele atendeu. No ano seguinte, se recusou... e nos contou. Flori disse pra ele: tem que manter a magia, Igor!... kkk
Lá em casa nunca teve isso, Noemi sempre muito realista, não nos deixou acreditar em Papai Noel.

eleusa disse...

Que lindo. Adorei essa recordação Célia. Eitha Mariana, essa menina queria que o papai noel trouxesse o mundo pra ela. Mas naquela idade querer dólares..... Só para os poderosos!

CB disse...

Um verdadeiro diálogo com Papai Noel kkkk que figuras