domingo, setembro 14, 2014

Fernando e Mãe Stella

“Bisneto de preto, neto de pobres, filho da Bahia, de mãe Cleusa e mãe Stella, teimosamente digo não a essa perseguição implacável ao candomblé. E defendo nosso direito democrático de acreditar na força do trovão, dos mares, do vento e da chuva. Pode ser primário, mas é lindo. Quer coisa mais bonita do que acreditar que os deuses podem baixar entre os homens em lugares tão pobres onde nem a saúde, a educação e polícia se interessam em ir?” (Nizan Guanaes)


Pois é, até Fernando, ateu declarado e sacramentado, se rendeu ao candomblé. Vejam foto que não me deixa mentir, ele na última sexta-feira recebendo bênçãos de Mãe Stella. Só esqueceu de vestir branco, mas na próxima não vai falhar. Axé!!!

7 comentários:

Fernando disse...

Eu sempre respeito aquele que não me julga.

Fernando

Daniel Matos disse...

gostei !

Igor Matos disse...

Show de bola.

art disse...

Essa mãe Estela é de candomblé?

Bel B disse...

"Mãe Stella de Oxóssi nasceu no dia 2 de maio de 1925, em Salvador. É a quarta filha de Esmeraldo Antigno dos Santos e Thomázia de Azevedo Santos. Formada em enfermagem pela Escola de Enfermagem e Saúde Pública da Universidade Federal da Bahia, Stella exerceu a profissão durante 30 anos. Foi iniciada no candomblé por Mãe Senhora, em setembro de 1939, quando tinha apenas 14 anos, recebendo o Orukó (nome) de Odé Kayodê".

art disse...

Pô, mais velha do que papai (1927)

eleusa disse...

Pango, lhe dou o maior apoio.