quinta-feira, junho 06, 2013

A Utopia da Melhor Idade

Finalmente consegui assistir a palestra de Leandro Karnal que Bel e Fernando recomendaram. Excelente, recomendo.
Para quem quiser ver aqui esta o link.
http://www.cpflcultura.com.br/2009/12/01/integra-a-utopia-da-melhor-idade/
Para iniciar a discussao vou colocar aqui os pontos principais que aprendi.

1 - Adolescencia e juventude: estes conceitos foram criados na segunda metade do seculo XX. Eu participei de meu modo da revolucao cultural dos anos 60/70. Antes da palestra eu achava que minha geracao era o maximo pois se rebelou e melhorou o mundo. Agora compreendo que nos fomos os primeiros a rebelar porque fomos os primeiros com esta possibilidade.

2 - Suicidio: ele discutiu suicidio, como pessoas insatisfeitas acabam no suicidio. Com o nosso nivel atual de bem estar material, nao faz sentido para mim que uma pessoa ache problemas suficientes para chegar nisto. E uma questao de ver somente o ponto preto em um quadro branco e de nao compreender que nosso mundo muda constantemente. A coisa boa de ontem vai acabar, voce tem que prestar atencao para achar a proxima.

3 - Era melhor antes: Escutamos muito disto, especialmente com violencia. E claro que quando eu cresci em Conquista era uma cidade de somente 40.000 habitantes que ficava longe de tudo, transporte era dificil para todos, ate para ladrao. Se voce quiser mudar para uma vila de 2.000 habitantes longe de cidade grande sem transporte nao vai ter violencia, mas nos queremos ficar no meio da acao em Salvador, terceira cidade do pais, sem violencia.

3 comentários:

Bel B disse...

Este terceiro item que você citou também me chamou muito atenção. Ouvimos de todos que as coisas antes eram melhores, as crianças eram mais educadas, os adolescentes mais atenciosos... o "paraíso perdido".
E não é nada disto. Cada época com suas características...

Quando estávamos em Conquista ANete levou uns filmes dos eventos de familia de anos atrás. Tinha muitas cenas que era Diego quando bebê e criança. E aparecia várias vezes ele chorando. ELa comentou: "... eu vivo dizendo que DIego quando era pequeno não chorava nunca..."

marcelo/leri disse...

Lulão, o segredo da felicidade é: o melhor momento é agora, o melhor amigo é o que está a nossa frente, a melhor comida é a que temos, a nega mais gostosa do mundo é a que está comigo agora e os velhos bons tempos são os que estão a nossa frente. Sem desmerecer o passado, que para mim foi muito bom, mas... passado é passado.

Luladasequacao disse...

Leri, voce acertou na veia!!! Passado e memoria, foi otimo mas nao volta e nao repete. Se voce se amarrar no passado voce perde as coisas boas de hoje.

Eu hoje com 62 nao consigo beber uma duzia de cervejas de uma sentada como antes. Mas hoje eu tenho paciencia de ver um bocado de coisas boas que eu nao via antes.

Em sumario, lembrar dos bons momentos do passado e aproveitar as memorias e bom, tentar manter a mesma vida e reviver o passado nao!!