quarta-feira, fevereiro 13, 2013

Mais Livros: Daniel Kahneman, Thinking Fast and Slow

De volta a revisao de livros, vou sair da turma de 50 tons e Ayn Rand e voltar a area complicada de Arthur.

Meu maior interesse recentemente e economia, e estou terminando de ler um livro muito interessante.

Daniel Kahneman, junto com Amos Tversky que ja faleceu, desenvolveram economia comportamental, estudando como o comportamento humano afeta a economia. Eles desenvolveram a "prospect theory" e Kahneman ganhou o premio Nobel de Economia em 2002.

Tudo comecou e claro com um Bernoulli.  Em 1738, Daniel Bernoulli criou a teoria da utilidade para explicar porque nosso comportamento desvia do racional. De acordo com Bernoulli, se voce tem 1.000 reais, ganhar 100 reais lhe tras a mesma satisfacao que se alguem que tem 10.000 ganhe 1.000 reais. Em outras palavras, a utilidade e funcao do que voce tem.

Os estudos de Kahneman e Tversky mostraram outro fatos que a teoria da utilidade nao explica. Os seres humanos tem mais medo de perder do que vontade de ganhar. Por exemplo, se alguem lhe oferecer jogar cara ou coroa para ganhar 200 or perder 100 voce recusa, pois perder 100 doi mais do que alegria de ganhar 200.

Outro ponto que eles descobriram e que nos preferimos o ganho seguro mas corremos risco se vamos perder!!

Caso 1
A - ganhar 240 com certeza
B - 25% de chance de ganhar 1.000 ou 75% de ganhar nada.

Caso 2
C - perder 750 com certeza
D - 75% de chance de perder 1.000 ou 25% de ganhar nada.

Se escolhemos A no caso 1, deveriamos escolher C no caso 2.  Porem e facil ver que C desce quadrado, D faz mais sentido.

Portanto alguem ganhou um premio Nobel para explicar o velho ditado "F#####, F##### e meio"

Vamos aos finalmente, para que serve isto?

Se alguem lhe oferecer cara ou coroa para ganhar 200 ou perder 100 aceite!!! Voce nao morre agora, vai ter mais jogos destes, ao longo da vida tirando a media voce sai ganhando.

Tambem e importante avaliar racionalmente seus riscos, nao deixe o medo de perder afetar sua objetividade.







3 comentários:

Alvaro Risso disse...

Lula, Gostei. Lí um livro há tempos de um professor da UFSC, A Árvore do Dinheiro, em q ele analisa os fundamentos emocionais na hora de investir. Um dos itens q chamava a atenção era o comportamento inverso do investidor profissional e o amador: O segundo, qdo uma ação começa a perder preço, ele não vende, esperando q ela suba novamente. Termina segurando a brocha sem a escada.

Luladasequacao disse...

Alvaro,

O livro cobre em detalhe esta situacao. Ele usa cartao de beisebol como exemplo. Estes cartoes de jogadores sao colecionados como hobby e tem reunioes, convencoes, etc. Os negociantes (traders) quando algo da preco ele vende, o amador fica achando que vai estorar e perde a chance.

Ele tambem discute o caso de esperar melhorar para evitar o prejuizo como voce mencionou.

art disse...

Aqui em banânia estamos tentando fazer que isso seja possível. A interferência do estado na economia é absurda, ele vende e controla tudo. só se dá bem quem beija a mão dos corruptos no momento instalados no governo. Em banânia somente ações do varejo subiram, quem produz se ferrou, uma aviso, ações só do magazine Luisa ou o Pão de Acucar, enfim, quem compra na China e vende aqui.