sábado, janeiro 05, 2013

Filmes 2012 - os "meus" melhores

1. Os documentários:

- A música segundo Tom Jobim, de Nelson Pereira dos Santos, é o melhor documentário sobre um músico que já vi. Só imagens e música. Tão bom que comprei o dvd.
- Raul:o inicio, o fim e o meio – mostra toda a trajetória de Raul Seixas, desde que era adolescente e curtia os filmes de Elvis Presley, até o seu final, com ótimos de depoimentos de seus parceiros, de suas ex-esposas e familiares.

2. Dois filmes brasileiros baseados em histórias reais:

- Xingu - conta a trajetória dos irmãos Vilas Boas em defesa dos índios.
- Gonzaga, de pai para filho – mostra a carreira de pai e do filho e o difícil relacionamento dos dois. Senti saudades de Gonzaguinha que morreu tão cedo quando ainda tinha uma carreira em potencial.

3. Oscar 2012

- O Artista, uma homenagem ao cinema mudo, prende atenção do inicio ao fim. Linda fotografia preto e branco. Os atores dão um show, num trabalho que exige muita expressão
- A Separação - drama sobre um casal no Irã em que a mulher quer sair do país e o marido não, devido a ter o pai com Alzeimer. Separam-se e ele contrata uma empregada doméstica. Ela esconde que está grávida e não avisa ao marido sobre o trabalho. E assim desenrola a trama.
- A invenção de Hugo Cabret, o 3D de M. Scorsese, é uma homenagem ao cinema, a história é simples, mas o filme é lindo.

4. Os franceses:

- Intocáveis, campeão de bilheteria na França, a história de um paraplégico e seu enfermeiro politicamente incorreto. Todo mundo viu e adorou.
- Hasta la vista, também uma comédia politicamente incorreta, sobre deficientes. Muito divertido.
- A fonte das mulheres - uma vila de tradições islâmicas, onde as mulheres são responsáveis pelos afazeres domésticos até mesmo carregar água, enquanto os homens nada fazem. Revoltadas, decidem fazer uma greve de sexo, mudando totalmente a vida da comunidade.

5. Os ingleses:

- O Exótico Hotel Marigold, um filme leve sobre um grupo de idosos ingleses que se mudam para a Índia, por ter um plano de saúde mais accessível, e se hospedam num hotel decadente.
- Amor impossível, título com tradução infeliz, o nome original Salmon Fishing in the Yemen, é um drama romântico. Um xeique que pretende criar salmão no Iêmen, e para isto contrata um cientista inglês e uma consultora. Elenco de primeira: Ewan McGregor, Emily Blunt , Kristin Scott Thomas.

6. Gostei demais do chinês As flores do Oriente, filme baseado no massacre de Nanquim, em 1937, pelos japoneses quando houve milhares de chineses mortos e muitas mulheres estupradas.

7. Fã de Woody Alen adorei Para Roma, com Amor, embora a crítica não tenha falado muito bem comparando com o anterior sobre Paris.
- A tentação – Fui ver este filme sem nenhuma expectativa, me surpreendeu.
Sinopse: “a trama mostra uma corrida contra o tempo, na qual tomam parte dois homens com filosofias opostas: o primeiro deles é descrito como um fundamentalista cristão que obriga um ateu a arriscar a própria vida.” (g1.globo.com)
- 360 do nosso Fernando Meireles também não agradou à crítica. São várias histórias em países diferentes que no final se cruzam. O roteiro, claro, não é original, mas curti muito o filme.

Agora em dezembro, vi O Hobbit e As Aventuras de Pi, que não me empolgaram. A Negociação, com Richard Gere, que concorre ao Globo de Ouro, vale a pena.
Vi também Holly Motors, filme francês, filme cabeça, bem maluco, filme pra psicólogo... Não sei se gostei ou não...

3 comentários:

art disse...

Puxa 2012 só gostei dos Intocáveis, aliás acho que não fui nem três vezes ao cinema. Não foi um ano profícuo em cinema, enfim.

Igor Matos disse...

Adorei o de Raul que vc me mandou.

art disse...

Ah, sim gostei do Conto Chines com Darin.