sábado, dezembro 15, 2012

Viva o Natal!...

Houve uma época em que o nosso Natal era um grande acontecimento, tão grande que o evento era realizado num Salão de Festas. Juntava toda a família, os que moravam em Salvador e os que vinham do interior, além de outros convidados. Hoje revendo as filmagens que Eliezer fazia na época, nos surpreendemos ao ver pessoas que nem lembrávamos que tinham participado.

Edinho era o Apresentador/Animador da festa onde grande parte dos participantes preparava com antecedência uma apresentação, individual ou em grupo, que podia ser uma música, uma poesia, um texto, uma piada... Quando terminava a programação oficial, vinha a improvisada, o Animador convocava os que não se apresentaram para ir ao microfone falar alguma coisa. A festa rolava até madrugada e após muitos drinks, terminava com todos entoando hinos de igreja, os mais comuns “Foi na cruz onde um dia eu vi” e “Glória Glória Aleluia, vencendo vem Jesus”.

Outra atração na festa era o Amigo Secreto, que todo ano era diferente. Todos os tipos comuns hoje em dia foram testados, além de outros que criamos. Houve o que sorteava no momento da festa e o que sorteava com um ano de antecedência. Com presentes sérios ou de brincadeira ou apenas imaginários. Ou aquele em que o participante tinha que dar alguma coisa que já fosse sua. Havia ainda, um sorteio de brindes que “coincidentemente” sempre saía o presente certo para a pessoa certa... faltava auditoria...

Como tudo é efêmero e a vida a toda hora nos prova a ilusão de todas as coisas, tivemos o último Natal deste tipo em 1989. Em outubro de 1990, Íris se foi e uma imensa tristeza nos abateu, não tivemos ânimo para fazer grande confraternização. Nos anos seguintes, passou a ser mais simples e em 1995 tivemos outroNatal muito triste, diria até traumático, com Quito no hospital. E o tempo foi passando, outros se foram, alguns se mudaram de cidade, de país... E o Natal nunca mais foi o mesmo...

=============================================================

Independente de crenças, religiões e comércio, o mês de dezembro tem este clima de confraternização que é muito bom. Nos últimos anos tenho recebido pessoas na minha casa que têm feito a alegria do Natal. Geralmente, passamos o dia 24 na casa de Noélia e fazemos um grande almoço dia 25/dez. Este ano, atípico, só Mariana reservou vaga nesta pousada. Art, Pat e Tom, constantes por alguns anos consecutivos, portanto já tinham suíte cativa, mudaram de programa. Lulão, Chiquita e filhos, ano sim, ano não... este ano é não. Com o grupo menor, planejamos (eu, Noelia e Lilian) fazer a confraternização no dia 24, cada um contribuindo de alguma forma, dotes culinários, bebidas, decoração. E no dia 25, resenha e sobras.... Viva o Natal!....

8 comentários:

art disse...

Viva o Natal ! Nossos corações e mentes estarão aí. Resolvemos passar o fim de ano, a partir do dia 27 na casa de Cabo Frio, uma vez que Tom não a conhece!

Anete disse...

Vou passar com Diego o Natal em Conquista, Ano Novo vai ser aqui no Rio. A casa vai estar com superlotação: Serginho, Anamira, Joana, Ana, Maria Luiza, Bruno, Karla, mainha, painho, Quito ....
Dona Norma acha que a nova geração não é como a nossa que gostava de festa de Natal, este ano nem árvore fiz, só coloquei um arranjo com as cabaças de tio Edinho, eles já nascem não acreditando em Papai Noel.

Igor Matos disse...

Feliz Natal a todos. Por aqui a Pousada Ramalho Matos já está com alguns hóspedes, Tia e Mãe de Rose Any chegaram. Semana que vem teremos um casal de amigos chegando da Coréia.

eleusa disse...

Aqui também o natal era tão festivo, as crianças cresceram e cada qual tomaram seu rumo. O Leon e a Melina aproveitam para tirar férias nesse período por conta do trabalho. Mas, é isso mesmo, são os novos tempos.
Aproveito para desejar a todos muita saúde e muita paz e que o ano não acabe dia 21 próximo.

Anete disse...

Hoje foi o pré Natal dos primos aqui no Rio. André, Pat e Tom receberam hoje com um churrasco super legal(só de lembrar me deu água na boca, o frango estava delicioso, a picanha divina....), eu Diego, Cláudia, Zé, Mariana, Caio e a namorada Mariana, Beto e Nadja e Cristiano. A pimenta de Beto estava prá lá de saborosa, sabe aquela que só com uma faz um bocado de molho? Teve até amigo secreto e no final panetone e frutas vermelhas, sobremesa by Mariana.

art disse...

Foi legal pra caramba

Luladasequacao disse...

Bel, gostei muito do seu post lembrando os bons momentos da familia.

Eu vejo um lado ruim e dois lados positivos nisso. Lado ruim e a saudade, o desejo que se repetisse para sempre.

Do lado positivo em primeiro lugar temos a lembranca dos bons momentos que tivemos. Isto ninguem perde, vai valer sempre.

O outro e que todos nos mudamos, crescemos nossa experiencia de vida, conhecemos o mundo, vivemos outras aventuras.

Se voce parar o tempo voce perde o futuro. Eu tenho dois exemplos disso. Eu conheci varios brasileiros morando aqui que todo ano iam de ferias para o Brasil. Resultado, nao conheciam Estados Unidos, Europa, etc, estavam muito ocupados revivendo a experiencia de familia.

Outro exemplo que me marcou foi um engenheiro que conheci na Italia. Ele morava proximo a Veneza e todo ano passava um mes de ferias na Sardinia, na mesma vila, ha mais de 30 anos. Ele nao conhecia outros paises da Europa.

Nossa familia que tinha estas otimas festas foi em frente, todos tem novas experiencias de vida.

Betty Boop disse...

Amei o post e os comentários!!!
Lindo!!!!!
Bom demais lembrar dos tempos do Natal e como foi mudando!!!

Senti muito o primeiro Natal longe de Salvador e da família!! Mas também concordo com Lula...temos que experimentar o novo o diferente!!!
Enfim!! Muitas memórias...lembranças!!!
Adorei!!! Adoro o Natal!!!

Beijos!
Feliz Ano Novo!!!