sábado, março 10, 2012

O Dia Internacional do Homem

Estou respondendo ao "post" de Anete sobre a mulher, e tambem o "post" sobre o livro"....Kevin".

O posicionamento da mulher hoje vem de 3 itens.

1 - Voce nunca entra em negociacao que nao pode poder. Voce pode abandonar qualquer situacao na sua vida exceto cadeia. Se um relacionamento/negocio/amizade nao lhe satisfaz voce tem todo direito de abandonar.

2 - Ser mae e muito dificil pois a relacao entre mae e filho e extremamente forte. Eu nao entendi isto ate ter filho em casa, a mae mata e morre de maneira ate irracional pelos filhos.

3 - As mulheres querem ter controle sobre a casa, ao ponto de especificar como as tarefas devem ser feitas, em vez de o que deve ser feito.

Portanto a mulher esta sempre insatisfeita, nimguem consegue cuidar dos filhos ou da casa como deve ser feito. Alem disso, ela nao age de acordo com item 1, continua reclamando sem tomar uma acao.

O proximo ponto e a discriminacao da mulher. Qual e a percentagem de mulheres nao nossa familia que nao receberam educacao adequada? Nao tenho numeros, mas a restricao ao acesso a educacao vem hoje exclusivamente de fatores economicos, a influencia do fator sexo e zero.

Outro ponto importante e que na maioria das companhias americanas que analiso para investimentos tem mulheres na diretoria, existindo varias CEO. Respondo a pergunta "Porque nao e 50/50?" dizendo que 100 por cento dos homens vao a luta, uma percentagem das mulheres escolhem cuidar dos itens 2 e 3.

Voltando aos 2 posts anteriores, acho que o sofrimento da mulher e auto imposto. Quanto ao livro eu li o sumario e posso estar fazendo julgamento apressado, mas as prateleiras estao cheias de livros relatando sofrimento da raca humana. Pode existir historia mais triste do que Hotel Rwanda? O livro usa o item 2 acima para tornar uma situacao triste e dificil, similar a duzias de outras em algo muito maior.

E o dia internacional do homem? O "DIA INTERNACIONAL DO HOMEM" e hoje amanha e depois tambem. Se voce e consciente do item 1, nao tem dia ruim. Eu moro nos Estados Unidos, trabalho fazendo locomotiva, vivo em Simpsonville porque e a melhor situacao que eu tenho hoje. Voce so precisa ter a consciencia de que se a situacao nao lhe atende voce pode mudar.

3 comentários:

Fernando disse...

Ja dizia meu pai a mulher é a maior inimiga do homem. E minha irmã Jandira diz que mulher é resto de placenta e ela é enfermeira. Eu acho que a mulher é um embrião em evolução e quando vira mãe o processo reverte.
Agora mesmo estou com um projeto de demissão das mulheres de fabrica, pois é um tal de mulher gravida e cuidando de marido, filho, mãe, pai... Como então que elas querem 50% do mercado?..

Bel B disse...

Não dá para ser assim pragmático. Não está satisfeito(a), abandona. Não é simples assim. As vezes tem dependência financeira, psicológica, filhos, bens... etc.
E estou falando dos dois lados!...

Acho que a mulher merece o Dia comemorativo sim, pelas conquistas nos últimos 100 anos.
Infelizmente em pleno século XXI ainda há mulheres tratadas com desrespeito que vivem oprimidas e humilhadas, principalmente em nome de certas religiões.

Anete disse...

Realmente a vida é assim, tem que ter problemas.
É fácil resolver os problemas dos outros, mas quando é o nosso... ganha outra dimensão.
Quanto ao controle da casa creio que depende muito da natureza da pessoa, independente de ser homem ou mulher. A que manda lá em casa é minha secretária.
Realmente quando vejo uma mulher como CEO de grandes empresas, admiro e sei que o sacrifício que ela fez para estar aonde está, as vezes é o mesmo sacrifício de uma empregada doméstica que trabalha fora, deixa filhos na creche e de noite tem que fazer a comida, lavar roupa, etc, para seus familiares, a diferença é que a CEO tem uma empregada para fazer estes serviços e ganha bem mais.
Hoje a oportunidade dos homens e mulheres para estudar são os mesmo, embora haja uma diferença de salários com a mesma função, creio que é normal pois a grande maioria da população acha que o homem é quem tem o dever de pagar as contas e creio que as mulheres gostam disto, o máximo que fazem é dividir, se pagar tudo pensam que o homem está explorando.
Como Fernando diz e concordo, para o mercado de trabalho aceitar um profissional que tem licença maternidade, filhos doentes, etc, é muito difícil, mas no futuro tanto o homem quanto a mulher vão dividir o trabalho de casa tbém, é só uma questão de tempo, as coisas vão mudando sempre e temos que lutar para que seja bom para todos, homens e mulheres.