quarta-feira, outubro 13, 2010

Tropa de Elite II – O Inimigo agora é outro *****

Quando um filme faz muito sucesso e surge o segundo, costumo ir ver sem muita expectativa, no entanto este me surpreendeu. Superou o primeiro na minha opinião.
Em Tropa de Elite I, a luta do Capitão Nascimento era contra o crime e a corrupção da polícia, agora é contra a corrupção da polícia, da política e até da mídia.
È um retrato do Brasil, do pior Brasil, que nos leva a refletir, sobre o preço do fim do tráfico e quem são os verdadeiros bandidos.

Talvez este não agrade tanto a população quanto o anterior porque o primeiro filme tem mais ação. Além disto, de uma forma geral e equivocada, se via o Capitão Nascimento como um herói. Algumas pessoas, inclusive, classificaram o diretor José Padilha, de fascista. Agora embora Nascimento continue durão, ele aparece mais velho, mais cansado e mais parecido com o cidadão comum revoltado com o sistema. Porém ele é uma peça na engrenagem que mesmo sem querer, contribuiu para aquela situação horrível. Interpretação magistral de Wagner Moura.
A mensagem final para mim é que a luta continua. Não podemos simplesmente cruzar os braços e dizer que este país não tem jeito.

Enfim, um filme 5 estrelas. Recomendo.
No primeiro fim de semana junto com o feriado, já são quase 3 milhões de espectadores.

3 comentários:

art disse...

Quero ver o filme. O político do filme existe, é um deputado do PSOL que Caio e Tarso votaram nele. O jornalista é o malandro Wagner Montes, um sujeito meio metido a polícia.

Betty Boop disse...

nem me fale Tia Bel...estou louca para ver esse filme!!!!
Quando vierem para cá....tragam um dvd para mim!!

Bel B disse...

O ator Irandhir Santos (não conhecia) que faz o papel do deputado é ótimo, parece um autêntico professor de história da esquerda. Aliás, todo o elenco é muito bom.

Rose, Com certeza, levarei. Já tinha pensado nisto.