sábado, outubro 02, 2010

Serão essas eleições, as últimas ?

Estamos vendo acabar uma campanha criminosa, onde o presidente da República virou cabo eleitoral privilegiado, torrando dinheiro público e usando o patrimônio da nação para correr o Brasil a fazer comícios para a candidata inventada por ele. Foi multado e deu risadas, pois deve ter pago as multas com o cartão corporativo e ninguém jamais ficará sabendo, pois os gastos deles são secretos e protegidos para o bem da segurança nacional.

A Casa Civil, de onde saiu a candidata oficial, é o antro de uma quadrilha que arrecada dinheiro para familiares e para pagar as contas da campanha eleitoral, conforme testemunhos e gravações publicadas pela imprensa. A AGU correu contra o tempo para inocentar de graves acusações a ministra corrupta, o braço direito e direto da candidata oficial, quando este não é o seu papel, enquanto a Polícia Federal se escondeu debaixo do tapete para não concluir investigações de quebra de sigilo de dirigentes partidários adversários, feitos por funcionários públicos do Banco do Brasil e da Receita Federal

O STF decidiu não julgar a Lei da Ficha Limpa, deixando em suspenso um dos únicos consensos nacionais, o de que políticos corruptos devem ser punidos com inelegibilidade. Os ministros supremos decidiram tapar cara de pau com as suas togas caras e fugir de tomar uma decisão. Um deles, inclusive, é acusado pelo maior corrupto da política brasileira de ter um genro que quis chantageá-lo para que não fosse punido pela última instância da lei no Brasil.

Por fim, o STF tomou uma decisão incrível: o título eleitoral não vale mais nada, sem mesmo é necessário apresentá-lo para que o eleitor possa votar. O gesto é simbólico. Para onde o Brasil está indo, provavelmente não haverá mais eleições. Haverá plebiscitos, como na Venezuela, Bolívia, Equador. Plebiscito para liberar o aborto. Plebiscito para acabar com a liberdade de imprensa. Plebiscito para impor limites à propriedade. Até chegar ao plebiscito que vai acabar com esta inutilidade que a direita raivosa chama de eleições livres e democráticas e que pode muito bem ser resolvida por uma assembléia popular dos movimentos sociais. O primeiro passo já foi dado. O título eleitoral não vale mais nada. Portanto, amigos e amigas, votemos direito no dia de amanhã. Se não votarmos direito, podemos estar dando o último voto da nossa vida.

3 comentários:

Bel B disse...

A multa para a campanha ilegal é a insignificante quantia R$5.000,00. Para o humorista que fizesse humor com os candidatos R$200.000,00.

Bel B disse...

Art,
Tenho vários amigos(pessoas sérias e inteligentes) que votarão em Dilma e tem argumentos bastantes racionais, tipo:
- Os ganhos sociais são significativos. A ascensão dos mais pobres é incontestável; O S.M. saiu de US$ 56 para US$ 298(hoje) sem aumentar inflação, pagando o FMI, aumento do mercado interno, etc;
- A abertura econômica com o surgimento de novos parceiros comerciais muito importante nos momentos de crise: o acerto na condução da política econômica na crise de 2008/2009;
- A expansão das unversidades e escolas técnicas;
- Falam ainda, que existe uma lista interminável de sucessos e não se privatizou nada. Pré-sal, reserva cambial etc.
Alem disto, dizem que nossos argumentos, são suposições que existiam também antes de Lula ser eleito, e nada se concretizou.
- Corrupção há e sempre houve em todos os partidos.
Enfim, como tudo indica que Dilma será eleita, estou torcendo que eles estejam certos.
Saudações democráticas!

art disse...

Bel: Estamos teclando com soft e hards que não estariam aqui se dependesse do PT. Usamos telefone celular porque conseguimos privatizar a telefonia,que não aconteceria se dependensse do PT. Escolas Técnicas e Universidades não são prédios, são empreendimentos sérios, o nível de aprendizado de alunos brasileiros não para de cair. Pago um imposto altíssimo e não temos estradas, portos, aeroportos etc. Infelizmente, pelo rabo do rato posso estimar o tamanho, não acredito em nada que essa gente diga, eu mesmo tenho um amigo (chefe da sucursal do Estadão aqui no Rio) intelectual, que irá votar na Dilma. Não ele não é PT, ele irá votar na Dilma, porque ele ainda se quer jovem lutando contra a "ditadura", e maioria deles, como a maioria dos seres humandos querem vencer uma discussão sem ter razão. Dilma não é lula. Será que Dilma irá segurar o PT ?