segunda-feira, março 28, 2016

Je suis Brasil!...

Há alguns anos vi um filme cuja história se passava na Iugoslávia, sobre dois amigos de infância, um  sérvio e o outro bósnio.  Após uma crise econômica na Iugoslávia começam  antigas rivalidades entre grupos étnicos e a guerra civil toma conta de Sarajevo. Todos são obrigados a lutar pela causa em que acreditam ou para salvar a própria pele e os amigos têm as vidas transformadas em um inferno.
O filme muito me impressionou e esta semana recordei o mesmo, devido a guerra no nosso país pelas redes sociais, com a crise que vivemos.

Tenho muitos amigos, pessoas inteligentes e esclarecidas que não dependem do governo,  que defendem Lula, Dilma e até o PT... 
Diferente do Fora Collor que eu me lembre, estávamos todos unidos, agora o país está dividido. Parecemos torcidas de futebol  que  discutem e brigam e ninguém convence ninguém a mudar de time.  E assim ódio se dissemina entre as torcidas, uma acusando a outra...As vezes vejo alguma coisa no facebook que acho absurda e não me contento, faço um comentário mordaz. Charges, desenhos ou imagens montadas com inverdades há dos dois lados.

Começo a ficar assustada.  Felizmente esta semana já apareceram algumas crônicas de jornalistas que pedem calma e  lembram que precisamos aprender a conviver com as diferenças, aceitar as pessoas que pensam o oposto de nós. Lobão fez uma carta aberta a Caetano, Chico e Gil em que declara o seu amor e os chama para um debate pacífico pelo Brasil. 

De minha parte, ocultei alguns amigos mais radicais no facebook para evitar colocar meus comentários desnecessários. Mais adiante os reabilito.  Por outro lado vou pensar um pouco mais antes de compartilhar determinadas coisas, mesmo que sejam engraçadas e criativas.  
   
Afinal, nós queremos a democracia e como já se disse por aí: toda unanimidade é burra!...


4 comentários:

Anônimo disse...

Eu quero ver é sangue!!!

O provocador.

Anônimo disse...


Passa o tempo e tanta gente a trabalhar

De repente essa clareza pra votar

Sempre foi sincero de se confiar

Sem medo de ser feliz

Quero ver você chegar


Lula lá, brilha uma estrela

Lula lá, cresce a esperança

Lula lá, o Brasil criança

Na alegria de se abraçar

Lula lá, com sinceridade

Lula lá, com toda a certeza pra você

Um primeiro voto

Pra fazer brilhar nossa estrela

Lula lá, muita gente junta

Valeu a espera

Lula lá, meu primeiro voto
Pra fazer brilhar nossa estrela

Anônimo disse...

Não há mal que dure eternamente
Então vou fazer uma corrente
Sem medo de ser feliz
Com fé, com figa, com mandinga
Com uma folha de arruda
Ainda vou ver Lula lá na Papuda!....

Ass. O Clone do Provocador

Anete disse...

Parece que estamos vivendo um sonho. Já estou de saco cheio. Dos 2 lados. Realmente estamos em um abismo sem solução. O jeito é ficar queita esperando.... o trem... seja lá o que for.