sexta-feira, agosto 12, 2011

Hoje, Banânia.

Ao longo da história vários estudiosos ficam intrigados como o lado negro da força chega ao poder. Nazistas, Comunistas, Stalinistas, Maoistas, Kmer Vermelho, Farc etc. mataram e matam milhões de pessoas em nome de uma causa que não passa de interesses pessoais de uma determinada quadrilha e seus comparsas para chegarem ao poder e se locupletarem.

O método é sempre o mesmo (didaticamente descrito na 'Revolução dos Bichos' de Orwell).

Normalmente usam massas de manobras, pretensos intelectuais, e analfabetos funcionais (estudantes, jornalistas e artistas) e o 'lupem'(assassinos, vagabundos, e sindicalistas que se fazem passar por trabalhadores), muitas vezes esses últimos vivem de dádivas do próprio governo, (são no fundo sua milícia particular), como oficializou Chavez, sua guarda pessoal.

Sindicalistas no Brasil vivem as benesses do imposto sindicalista maladragem criada pelo presidente Ogro (a Força Sindical possui seis sedes, pasmem se tiverem indignação para tal!).

As 'lupem' costumam dar problemas, Hitler se livrou de Rohm na Noite das Longas Facas, o Ogro ainda não sabe o que fazer com o MST.

Os 'intelectuais' como aqueles na UNE e ONG's estão compradas por verbas (desde que gastem as mesmas com o arquiteto comunista fazendo o projeto, no caso da UNE, aqui na Praia do Flamengo são 5 milhões), nas ONG's a grana retorna para os de sempre através de investimentos no turismo e/ou outras armações inauguradas ad nauseum pelo Shrek e pela Fiona.

Os facistas continuam tentando controlar a imprensa e as pessoas, a massificação e a estupidez são o denominador comum para uma sociedade sem futuro e sem a menor possibilidade de se salvar. É fundamental controlar as cabeças, pois sem lavagem cerebral não há o Reich de mil anos.

Daqui a 13 dias prescreve o roubo do mensalão.




Nenhum comentário: