terça-feira, agosto 23, 2011

Carlos o Chacal

Acabamos de assistir um filme (é de 5 horas, dividido em 3 episódios, um por semana) elaborado pela televisão francesa sobre Carlos o Chacal, hoje presidiário perpétuo na França. O interessante da história é o ambiente mundial da época (1968~1975), por exemplo, Kadafi pagou ao venezuelano 4 milhões de dólares para o mesmo matar o Awuar Sadat, mas a Irmandade Muçulmana (sim, a mesma que lidera a atual retomada da 'democracia' no Norte da África)chegou primeiro e matou o presidente do Egito. O 'Chacal' matou cerca de 80 pessoas, sendo até o momento condenado somente por duas delas, (cidadãos franceses), o julgamento pelas restantes deve se iniciar ainda em 2011. Ressaltemos que a ação inicial do assassino foi a invasão, em Viena, da sede da OPEP onde todos os delegados foram sequestrados e trocados por USD 20 milhões (a missão original era matar o delegado saudita...). Em 94 foi dedurado pela FLP e preso no sul da África.

Como se sabe, Carlos o Chacal se diz 'marxi$ta'.

2 comentários:

Bel B disse...

É filme ou documentário?

art disse...

Bel, é filme, e concorreu em Cannes (acho que ano passado), é bem interessante pelos diálogos longos de conteúdo, mostrando como ele enrolava as pessoas, em especial as estudantes aquelas "que queriam fazer a história com as próprias mãos, etc". Ganhou menção honrosa.