sexta-feira, junho 25, 2010

Verde - a nova cor do Comunismo.

Hoje dia 25 de junho de 2010, a estátua de um dos maiores assassinos da história da humanidade Joseph Stalin, acaba de ser arrancada da praça de sua terra natal na Geórgia, indo para o lixo, local de onde Stalin não deveria ter saído.

Pois é. Imaginam que o "comunismo' terminou com a queda do muro ao som de "The Wall" ?
Imaginam que aquela parcela do "dark side" da humanidade, que se tranveste ao longo da história humana como membros da inquisição em alguns momentos, nazistas como outros, genocidas africanos em outros instantes, kukluxkan em outros e usurpadores do poder dos povos, acabou?
Utilizando a cartilha marxista contra o trabalho e desenvolvimento, aqueles que vendem o que a Constituição dá de graça, sempre estão por aí. Podemos verificar isto aqui em Banânia, onde os exemplos pululam, quebrando sigilos fiscais, matando adversários políticos, criando dossiês, se infiltrando na imprensa e na máquina adm exércitos ilegais no campo (MST) e nas cidades (CUT), normalmente ligados a membros do crime organizado e ao tráfico de drogas etc.

Não vou discorrer sobre nosso infortúnio em Banânia, pois estamos vivendo-o, e o desenlace ainda não ocorreu. Quero escrever sobre algo mais amplo, de penetração na ONU e em várias empresas européias atrás de lucros que obterão pela morte dos países em desenvolvimento: o eco terrorismo.

Para falar sobre o eco terrorismo, estou inaugurando o "Vou lembrar o que você esqueceu". Até a vista.

Nenhum comentário: